segunda-feira, março 31, 2014

domingo, março 16, 2014


COSMOCÓPULA

O corpo é praia a boca é a nascente
e é na vulva que a areia é mais sedenta
poro a poro vou sendo o curso de água
da tua língua demasiada e lenta

dentes e unhas rebentam como pinhas
de carnívoras plantas te é meu ventre
abro-te as coxas e deixo-te crescer
duro e cheiroso como o aloendro

NATÁLIA CORREIA

 

quinta-feira, março 13, 2014

quarta-feira, março 05, 2014

ETERNO RETORNO

Brotando dos galhos da indefinida árvore, flores ténues, a certeza de que a Primavera está a chegar.

segunda-feira, março 03, 2014

OS JORNAIS DA MANHÃ


Os jornais da manhã
os das grandes parangonas
e dos silêncios cobardes
esses que cheiram tanto a tinta
e sujam os dedos de quem os lê
e sujam o espírito de quem os lê

se a verdade tivesse a estrutura dos caracteres de imprensa
ou se se nutrisse do óleo das rotativas
talvez os ardinas não andassem descalços

os jornais da manhã
os da romântica génese nocturna
os jornais dos enormes silêncios
e das gritarias eufóricas
mas podres
os jornais cheios de fotografias
(para analfabetos)
os jornaizinhos

 
3. Outubro. 1967